Ushuaia

image

Dr.Antonio

Quero mudar o conteúdo das últimas publicações… acho que vem privilegiando a melancolia e a desesperança… não que eu acredite na fecundação espiritual… mas,há que se ter um olhar de ternura para a humanidade… no último encontro me perguntou se eu era um homem livre…e te respondi… não! Percebi o desapontamento nos teus olhos! Mas esta é uma verdade possível, melhor do que uma mentira necessária… somos prisioneiros das nossas escolhas…a liberdade é efêmera…assim como a juventude e as estrelas…embora durem milhões de anos…são efêmeras… nunca serás livre…nunca viverá sem culpa…e eu sinto muito por ter que te dizer estas verdades possíveis! Sei que tem sonhos…desejos e também tem alegrias! Quero deixar muito claro pra ti e pros livres pensadores  que eu acredito nos preceitos da bondade e entusiasmo para manter o bom humor…acho que praticar o bem,estimular a amizade e reconhecer toda forma de amor como algo vital e fatal…faz de mim humano!
Te escrevo…desta fria e distante cidade… que escolhi visitar…tive liberdade para escolher… e estou a beira do fim deste mundo…sem Deus!
Meu ateísmo não permite o conforto da vida eterna…ou evolução em espírito de luz…ou qualquer coisa que possa me proteger da finitude! Sabe que já tive cabelos longos… e que adorava sentir o vento enquanto balançava a cabeça até ficar com um tipo de tontura que eu imaginava,a morte deve começar assim…hoje estou com poucos cabelos… e tenho receio do vento…como se fosse ter um a pneumonia dupla…mas não perdi o interesse em viver… aprender e dividir meu conhecimento! Noites gélidas… e um céu!!! Com estrelas paralisadas pelo frio… fico assim até tarde da noite… tenho bebido o bom malbec da Noêmia…e não estou só…tenho comigo as boas memórias… dos bons amores que a vida me proporcionou…tenho as músicas e tenho a paz que a maturidade me trouxe…confesso que a morte do Dr.Antonio Claudio Mendes Ribeiro me comoveu…hoje bebo em sua memória!
By the way…diga ao Dr. André que o infinito tem fim!
Abraços.
Dr.Roberto

image

Pai…lamento mas só sobraram pecados!
Tudo que fiz foi gastar…tempo,oportunidades,amores e sonhos!
Vou viver a sombra…esperar que a vida seja breve como a primavera,para não ter que olhar nos teus olhos…o negro abismo que existe entre nós dois!
Não pedirei perdão,desculpas ou qualquer mentira que facilite as normas sociais!
Sei quem eu sou…e isto é imperdoável!